Contatos
Av. 5 de Outubro, 142, 1º dto
1050-061 Lisboa

(+351) 217 973 057
info@crm.pt
Deseja contatar-nos?

Cidades seguras para todas as pessoas

Assine a petição pública para a redução da velocidade em zona urbana


Cidades seguras para todas as pessoas

 

Em 2019, morreram em Portugal, por atropelamento, 134 pessoas a pé e 26 em bicicleta, a maioria dentro de localidades. Um peão atropelado a 50 km/h só tem cerca de 20% de probabilidade de sobreviver, enquanto a 30 km/h tem cerca de 90% de probabilidade de sobreviver.

Veja a reportagem da SIC 

Em 2020, Portugal assinou a Declaração de Estocolmo onde se estabeleceu claramente que os Estados signatários deverão priorizar a gestão da velocidade como uma intervenção chave de segurança rodoviária, em particular para <<fortalecer a aplicação da lei, para prevenir o excesso de velocidade e determinar uma velocidade máxima de 30 km/h conforme apropriado nas áreas onde utilizadores vulneráveis e veículos se misturam … >>.

 

A Declaração de Estocolmo ressalta ainda que os esforços para reduzir a velocidade têm um impacto benéfico na qualidade do ar e nas alterações climáticas - não haverá mobilidade sustentável sem segurança, nem segurança sem mobilidade sustentável.

Queremos zero mortes nas ruas e estradas de Portugal e nesse contexto a associação Estrada Viva vem apelar à Assembleia da República e ao Governo que Portugal cumpra a Declaração de Estocolmo, as recomendações da OMS e do Parlamento Europeu e altere o limite máximo de velocidade para 30 km/h em áreas urbanas, onde o tráfego motorizado interage com peões e utilizadores/as de bicicleta.

 

Por ocasião do Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada a associação Estrada Viva convida todos os cidadãos a assinarem a petição para a redução dos limites de velocidade dentro das zonas urbanas. 

Divulgue e assine a petição AQUI